Missias

Novos Tempos


O que aconteceu conosco?
Que não somos mais como antes.
Professores maltratados nas salas de aula,
Comerciantes ameaçados por traficantes,
Grades em nossas janelas parecendo uma jaula,
O que aconteceu conosco?
Por ventura somos um fracasso?
Ou estamos em letargia?
Automóveis que valendo mais que abraço ,
Filhas querendo uma cirurgia.
Perdemos a esperança?
Ou sofremos cefaloma?
Celulares nas mochilas de crianças,
E a diversão valendo mais que um diploma.
Vivemos em controversa? ou
Fugimos a um conventiculo,
Uma tela, vale mais que conversa ou
Tudo tornou-se ridículo.
Quero arrancar as grades da minha janela,
Tocar as flores! sentir a brisa singela,
Dormir com a porta aberta
nas noites de verão!
Quero a honestidade meu irmão,
Ainda que seja rara
Quero a vergonha na cara,
Mas pra dizer a verdade,
Quero a solidariedade
Quero a esperanca,
a alegria e confiança!
Onde exista amor a fraternidade...
Pensando nos nossos filhos.
Missias


Os Tempos, são sempre iguais!
Nós! Crias Universais é que não prestamos!
E olha que não é só erros nossos...
E sim de Criação!
Pois, de Criador a Criados...
Todos tem erros ou Pecados!
Só nos restando Si Cuidar e Cuidar
Cada dia um pouco mais!
Orando e Vigiando
Trabalhando e estudando
Maneiras melhores de nos amar
Dividindo as Riquezas Universais...
Entre todos em partes iguais!


Todos esses temas, sérios!
Podem parecer despropósito ou até despauterio.
Quando mal avaliados, tendo sido gerado
plano de fuga de alguns meros
Ou fazer diferença em intercâmbios culturais,
Ou radicais criadores de murais
Onde se expõem situações reais
De indivíduos meros mortais como
Wu e Vocês!


Você concorda comigo?
Discorda,amigo?
Não há problema em discordar
Ou concordar com o outro.
Quando impomos, aí mora o perigo,
Sem respeito, diálogo morto!
Surge a intolerância, a certeza
Que a minha verdade, na mesa,
Esmaga a tua esperança!
Sejamos como as crianças, puras, sinceras.
Caso contrário, a história conta: dor e guerra!

Comentários1

  • Lilian Fátima

    Um texto que indica e mostra como os tempos mudaram e vemos, que trouxeram muitos contrassensos e comportamentos deploráveis, no que concerne ao respeito pelos mestres. Um texto bem expressivo. Felicitações



Para poder comentar e avaliar este poema, deve estar registrado. Registrar aqui ou se você já está registrado, login aqui.