JULIA 5 ANOS

Arlindo Nogueira



 A presentificação da flor da vida

Sentida vivida integrada fagulha

Práxis imanentes à vida da Julia

Sinal do amor pintinha no braço

Vigiar seu destino em cada passo

Olhar e sorriso há refletir em nós 

Sansão sob os cabelos em caracóis

Desvelar-se menina no seu espaço

 

Só é possível ensinar amar amando

Ensinar cantando cantar é possível

Brilha na Julia a luz transponível

Iluminai os átrios do seu coração

Já tens linguagem de socialização

Interage peças do quebra-cabeça     

No mundo condado ela é condessa

Há quiromancia na palma da mão

 

Em fevereiro florescem cinco anos

Fito anônimo o mundo em segredo

E leva o som no dedilhar dos dedos

Ama brinquedos bem interessantes

Seu mundo é grande como elefante

A galinha pintadinha e o galo carijó

Acredita em Papai Noel e seu trenó

Desvela para a vida a cada instante

 

A Julia é dimensão dum instante-já

Tudo acontece a partir de neurônios

Impulsos do porvir cheios de sonhos

Que moldam seu ser como uma flor

Evolar de perfumes lindo esplendor

É o encontro do tempo com o espaço

Embalar a boneca na curva do braço

No eterno abraço do mais puro amor

 

  • Autor: Arlindo Nogueira (Pseudónimo (Offline Offline)
  • Publicado: 11 de fevereiro de 2024 15:24
  • Comentário do autor sobre o poema: Escrevi o Poema “Julia” para minha netinha, que completou em 11.02.2024, cinco anos de idade. É um momento único e especial de renovação, porque Deus deu à natureza a capacidade de florescer a cada primavera e recomeçar a cada ano. Afinal, fazer aniversário é ter a chance de sorrir novos motivos, de cantar, amar, rezar e agradecer pelo privilégio de comemorar mais um ano de vida. Feliz aniversário à Julia, que seu olhar de anjo olhe à vida como uma dádiva de Deus. Como disse Machado de Assis: "Cada qual sabe amar a seu modo; o modo pouco importa; o essencial é que saiba amar."
  • Categoria: Família
  • Visualizações: 7

Comentários2

  • Arlindo Nogueira

  • LEIDE FREITAS

    Parabéns pela neta e poema!

    Boa noite!

    • Arlindo Nogueira

      Olá Poetisa Leide! Muito obriga pelo carinho de sempre. Forte abraço.



    Para poder comentar e avaliar este poema, deve estar registrado. Registrar aqui ou se você já está registrado, login aqui.