ERALDO

ROSA AMARELA.

De onde vindes assim tão bela
rosa do campo nome que chamo
A rosa amarela uma das mais bela desse pomar.


Fiquei olhando ela da minha janela pra ver quem era.


Meus olhos em ti encontram descanso e tentam decifrar te.


O tempo passa não consigo te decifrar e quiseres já podes
me devorar.


O vento te balança meus olhos em ti encontram encanto e não se cansam.


Rosa amarela singela e tão bela
de onde vindes assim tão bela
Se você não fosse amarela mesmo
Assim ia te amar.


Daqui a pouco sei que partirás
mas tua imagem ficará guardada.
Te admirarei para sempre,rosa amarela pela infinita janela da
saudade.


Sempre irei te olhar vendo suas pétalas se abrirem todas as vezes que tocar em mim.


Rosa amarela se encantou e nunca
mais voltou pra eu
Te olhar.

Eraldo Silva.
Autor.

Comentários2

  • Lilian Fátima

    A cor amarela desperta muitas emoções e nas flores é bela. Parabéns pela poesia.

  • ERALDO

    Obrigado por comentar na verdade chama mesmo.
    uma ótima semana pra você



Para poder comentar e avaliar este poema, deve estar registrado. Registrar aqui ou se você já está registrado, login aqui.