Shmuel

Adeus Ediel...fada dengosa!

 

Ediel, fada dengosa, não se esconda

entre os arbustos!

Sei que estás ai

Não use de mimetismo

Este sortilégio está me deixando confuso 

Ediel, Ediel…Ediel

Porquê não responde

aos meus pensamentos 

Estou perdido

estou magoado 

Não me alegro mais com o brilho 

Dos pirilampos

E nem com o cantar dos grilos

Ficou um vazio, Ediel

Uma vontade tamanha de chorar

Depois daquele adeus

Perdi os passos 

Vivo triste, errante, 

Esperando o tempo me restituir a calma

Vã ilusão a minha

Ediel, fada dengosa 

Aprendeu outras doutrinas 

Ediel, ficarei aqui 

Até a ferida fechar 

Até o dia abraçar a noite

Todos os encantos e sonhos se foram

Num passe de mágica 

Ediel fala outra língua

Dessas que não domino 

Ficaram as lembranças 

Os sorrisos, ficaram os mosaicos

De letras que fizemos juntos 

Ediel, Ediel…Ediel

Saia desta gruta

Por favor…

Ediel, Ediel…Ediel

Quando não mais ouvir minha voz

Então, terás me esquecido

Também terei esquecido,

Tudo ficará no passado,

Nos recônditos das memórias 

Como meros sonhos,

Desses que temos

dificuldade de lembrar.

  • Autor: Shmuel (Pseudónimo (Offline Offline)
  • Publicado: 8 de Setembro de 2023 06:45
  • Comentário do autor sobre o poema: Por um um curto período esta fadinha viveu no meu imaginário! Agora devemos fluir, e está tudo bem! O poeta precisa e deve sonhar e dar vazão as fantasias. Termina assim a trilogia de Ediel. Todas registradas aqui no aconchego do MLP.
  • Categoria: Triste
  • Visualizações: 27
  • Usuário favorito deste poema: LEIDE FREITAS.

Comentários3

  • Vilmar Donizetti Pereira

    Parabéns pela sua fantástica poesia! Boa tarde! Um abraço.

    • Shmuel

      Agradeço a visita e o gentil comentário.

      Abraços!

    • Lisemarie

      Fantasias nos fazem bem...
      É quando extravasamos nossos sentimentos sem dores, nem culpas, pois, afinal, nelas tudo é permitido.

      É lindo o seu poema e eu aplaudo!

      Parabéns,

      Abraço!

      • Shmuel

        Muito obrigado por comentar!

        Abraços!

      • LEIDE FREITAS

        Um triste final para uma linda história de amor...a resposta está na minha página. Eu quisera um final diferente, mas...

        • Shmuel

          Depois vou ler... nobre poeta Leide Freitas!
          Boa noite ?



        Para poder comentar e avaliar este poema, deve estar registrado. Registrar aqui ou se você já está registrado, login aqui.