Jacson Tigre

Noite

 

O colchão
No canto 
Do muro. 

Deitado 
Namoro
O Céu. 

Nuvens 
Calmas 
A passar.

Sensível
A Lua 
Cheia de graça. 

O vento frio 
Toca-me 
O corpo. 

A gata inerte
Fixa a catenga 
Na parede.  

No silêncio
De uma noite 
Agradável. 
 
Nalla
Amor
E eu...

Autor: Jacson Tigre

  • Autor: Tigre (Pseudónimo (Offline Offline)
  • Publicado: 2 de Fevereiro de 2023 22:14
  • Categoria: Não classificado
  • Visualizações:


Para poder comentar e avaliar este poema, deve estar registrado. Registrar aqui ou se você já está registrado, login aqui.