J.N. Echegaray

Perdida

Sinto-me sozinha no meio da multidão 

Ninguém surge pra me estender a mão 

Estou naufragando em plena tempestade

Presa nessa eterna saudade 

 

As lágrimas já não podem escapar

Os soluços não conseguem mais sair

Sigo sem forças para te amar

Enquanto vejo todos partir

 

Sinto que não existe mais solução 

Lentamente morre meu coração 

Seguirei indo sempre em frente

Esvaziando minha mente

 

O vento sussurra que estou sozinha

Um lobo uiva ao fundo

Eu me sinto uma garotinha

Tremendo de medo

 

Sigo sempre procurando em vão 

Algo que aqueça meu coração 

Alguém que venha me proteger da dor

E me devolva o calor

 

Meu coração não pode mais cicatrizar

Minhas mãos não param de tremer

Meus olhos não conseguem mais chorar

Meu corpo não quer mais viver

 

Desde o dia que você partiu

Eu não voltei mais a sorrir

E eu sei que você me traiu

Mas eu nunca quis te ver partir...

Comentários4

  • Eduardo Vieira

    Sentimentos tristes, mas incrivelmente expostos de forma sensível e objetiva. Parabéns poetisa.

    • J.N. Echegaray

      Muito obrigada. Eh bom se sentir valorizada

    • Adriele Bernardi

      Triste, porém belo e magnífico!! Arrasou amiga!! 🙂

    • Hébron

      Uma sofrimento e desilusão amorosa muito bem descritos em um poema carregado de sentimentos...
      Parabéns, poetisa!

      • J.N. Echegaray

        Muito obrigada por essas belas palavras

      • Gislaine Oliveira

        Triste, mas lindo..porque a tristeza nos inspira sempre. Obrigada por compartilhar.

        • J.N. Echegaray

          Muito obrigada por essas palavras que aquecem a alma.



        Para poder comentar e avaliar este poema, deve estar registrado. Registrar aqui ou se você já está registrado, login aqui.