Meu partido é o amor

Jose Fernando Pinto

Eu não sou político, nunca fui deputado, senador, vereador ou prefeito, e dentre as coisas que eu rogo, reconheço desde logo, eu sou um cara imperfeito. Para alguns, muito sisudo, para outros descontraído demais, então eu sigo meu caminho, às vezes flor, noutras espinho, e em cada esquina que passo, deixo um pouco do que eu faço, pelo menos um versinho.

 

Eu não sou político, ainda que eu goste da política e entendo necessária, mas essa não é a minha área, eu sou adepto da loucura, daqueles que sonham, daqueles que voam sem medo da altura. Eu sou um pouco passarinho, um pouco ventania, alço voos pela manhã, faço rimas de hortelã desenhando poesia, sou trovador, sou menestrel, se quer conhecer meu mundo, me dê lápis e um papel e vamos juntos por aí, desenhado fantasias, construindo melodias para o mundo colorir.

 

Eu não sou político, embora goste de debater, defendo meus pontos de vista, carrego no bolso uma lista e estou apto a responder, aquilo que acredito e um pouco do que eu sei, respeito seu ponto de vista, mesmo que seja anarquista, mas não desrespeito a lei. Eu acredito na constituição, na bondade do ser humano, naquele jeito soberano de quem aceita as diferenças, eu acredito em Deus e respeito todas as crenças, acredito no mutirão, na bondade do coração, no sorriso da criança e em quem cultiva a esperança de um mundo melhor.

 

Eu não sou político, o meu partido é o amor, é a esperança, a bonança, é a primavera em flor. Eu acredito nos sorrisos das crianças, na sabedoria da velhice, acredito na bondade de quem usa a expertise em prol do semelhante. Eu acredito em beija flor, acredito em joaninhas, até para o disco voador já arrisquei algumas linhas, porque eu acredito no sonho, na quimera, acredito em utopias sim senhor, porque minha alma é leve, e o meu partido é o amor.

 

Eu não sou político, não apoio a segregação, sou adepto da solidariedade, abomino “fake news” e aposto na verdade, que as vezes escondida, disfarçada, malnutrida, fica perdida pelo caminho. Eu reafirmo, eu não sou político, eu sou um operário das palavras, construo frases, utilizo crases e às vezes falo sozinho, para muitos eu sou um louco, para outros não tenho meta, mas para o mundo que eu acredito, eu sou um passarinho, eu sou poeta!

 

Jose Fernando Pinto

 

  • Autor: Jose Fernando Pinto (Offline Offline)
  • Publicado: 10 de novembro de 2022 10:52
  • Categoria: Amor
  • Visualizações: 19

Comentários1

  • Claudia Casagrande

    Que lindo!
    Eu acho que acredito em quase tudo que você acredita e também não sou política.
    grande abraço



Para poder comentar e avaliar este poema, deve estar registrado. Registrar aqui ou se você já está registrado, login aqui.