PB Almeida

Talvez

Talvez eu te escreva um poema

E talvez você não entenda

E talvez você nem mereça 

Talvez eu só esteja desperdiçando a tinta da caneta

 

Mas se houver outra função para esse sentimento

Que te tortura e te correi por dentro

Ainda não descobri

 

Por sua causa as musicas romanticas

Agora soam mais tristes

E os amores de filme são ainda menos críveis

 

E não sei se é intencional

Se faz por bem ou por mal

Se nem questiona ou pondera

Como cada ação sua cria uma cratera

 

E eu queria um ano sem você

Uma vida sem você

Uma vida sem te ver

Pra poder te esquecer

 

E talvez esse poema se torne apenas um poema

Esse sentimento apenas um sentimento

E você apenas você

E eu apenas eu

Porque, às vezes, "apenas" é tudo que nos resta.

  • Autor: PB Almeida (Pseudónimo (Offline Offline)
  • Publicado: 9 de Novembro de 2022 21:28
  • Categoria: Amor
  • Visualizações: 13

Comentários3

  • Little Poet

    Uau que lindo! Belas palavras.

  • Jose Kappel

    A poesia que jorra em seu espírito nos acalenta de beleza. Parabéns.

  • Shmuel

    Gostei um tanto assim...tua poesia é muito legal.
    Beijos!



Para poder comentar e avaliar este poema, deve estar registrado. Registrar aqui ou se você já está registrado, login aqui.