Adriele Bernardi

Ainda há vida


Aviso de ausência de Adriele Bernardi
NO

Ainda há vida 

 

Ande, avance e pare.

Contemple ao seu redor.

O que você vê?

Azul ainda é a sua cor favorita?

Seu cabelo deveria estar mais comprido...

 

O que você está se tornando?

Seus amigos são seus amigos?

Perguntas precisam de respostas

Assim como a noite precisa do dia.

 

Deixe essa bagunça de lado

Contemple a sua própria imagem

Analise as suas conquistas, seus fracassos.

Isso não é você, não define seu esboço.

Você é um retalho sendo bordado.

 

Desfrute o processo, o fazer, o errar.

Tudo está mudando, você é metamorfo.

Então entre no casulo, se cure e volte.

Volte e voe, como uma borboleta.

Seus traços estão sendo desenhados,

Deslumbre-se por esse rascunho.

 

Naquela esquina você tropeçou

Aquela pedra te fez cicatrizes

Foi naquele quarto que você sonhou.

Tudo te formou para que estivesse aqui.

O acaso te segura pelos braços.

 

Pare, ande e avance.

Voe alto como uma pipa dançante.

Seja a sua própria esperança

Quando se cansar de estar vivo

Lembre-se que ainda há vida lá fora.

  • Autor: A.M.B (Pseudónimo (Offline Offline)
  • Publicado: 8 de Outubro de 2022 16:42
  • Comentário do autor sobre o poema: Faz tempo que não publico por aqui. Tanto me aconteceu e tudo aconteceu que senti falta dos meus amigos poetas, de ler suas poesias e relembrar de que a beleza da vida ainda pulsa, incessantemente, em detalhes sutis. Estou de volta!
  • Categoria: Não classificado
  • Visualizações:

Comentários2

  • Poesia, Eu Sou iamai

    Muitooooo bommmm!
    Curti!!!

    • Adriele Bernardi

      Opa!! Muito obrigada! Me alegra saber q curtiu!! 🙂

    • Edla Marinho

      Menina Adriele, que alegria ver você de novo aqui.
      E ainda com um texto lindo, altruísta, cheio de esperança e fé .
      Meus parabéns e meu abraço!

      • Adriele Bernardi

        Edlaaa!! Que prazer imenso te reencontrar!! Muito obrigada pela receptividade! Estou com muitas saudades.. 🙂

        • Edla Marinho

          Eu que fiquei imensamente feliz com seu retorno!



        Para poder comentar e avaliar este poema, deve estar registrado. Registrar aqui ou se você já está registrado, login aqui.