Viglio Schneider

Raízes

Quando olhei de longe, fiquei paralisado.

Logo entendi, que havia me apaixonado por aquele relvado.

 

E fui ao chão para olhar de perto aquela pequena multidão,

Me dando conta que cada tipo de flor era eu em uma situação.

 

E ali fiquei por minutos infinitos, enquanto refletia, criando raízes com a consciência em harmonia.

  • Autor: Viglio Schneider (Pseudónimo (Offline Offline)
  • Publicado: 24 de Agosto de 2022 06:06
  • Categoria: Natureza
  • Visualizações:

Comentários1

  • Maria dorta

    Só mesmo tendo engenho e arte,para descobrir_ se na floração do relvado. Admiro teu poetar e o exótico nos teus temas. Aplausos!

    • Viglio Schneider

      Suas palavras são sempre encantadoras Maria! Grato mais uma vez por tua atenção e sentir.



    Para poder comentar e avaliar este poema, deve estar registrado. Registrar aqui ou se você já está registrado, login aqui.