Bruh Poesias e Luz

Arranhão


A maquiagem não vai disfarçar essas marcas
Pode ser que a vida com o tempo vá cicatrizar essa farsa
Com minha alma arranhada por dentro
Em teu abraço me enlaço, meu amor, meu acalento
Por que não fez como todos, por que não fostes embora?
Esse nosso caso que eu apostei minhas fichas que não duraria nem meia hora...
Medos são inimigos imbatíveis
Dê poder a eles e esses monstrinhos serão gigantes incríveis
Lutar com o destino pode parecer em vão
Mas me diga algum vencedor que não saiu com sequer nenhum arranhão?



Para poder comentar e avaliar este poema, deve estar registrado. Registrar aqui ou se você já está registrado, login aqui.