Marçal de Oliveira Huoya

Sétimo dia

No princípio havia o verbo

Pelo verbo

E também pelo adjetivo

As vezes exagerado e sem motivo

E fez muito mais

E fez o dia, e fez a noite

E fez o céu, e fez o mar

E fez os peixes, e todos os animais

E toda ideia nascia

Como uma chuva de açoite

Quase sem respirar

Então fez o homem e a mulher

E com eles fez o pensamento

E com o pensamento o sonho

E com o sonho o sentimento

Tudo que para criar a alma requer

Entre uma e outra aridez

Em si e para si

Um verde do que vivi brotava

O que sentia e o que sonhava

Uma cor na sua palidez...

  • Autor: Vênus (Pseudónimo (Offline Offline)
  • Publicado: 6 de Agosto de 2022 20:27
  • Categoria: Reflexão
  • Visualizações:

Comentários1



Para poder comentar e avaliar este poema, deve estar registrado. Registrar aqui ou se você já está registrado, login aqui.