CRIS VALADA

Anoitecer...

Na  calada da noite

No silêncio 

Me surpreendeu 

Caminhei rumo 

A um destino 

Sem certeza das 

Conclusões 

Meu destino

No alento

Do vento

Me fizeram

Chorar

Clamar

Grito feito fera

Na esfera

Que não vai ha

Nenhum lugar

Feito

Primavera vivo

A espera

De um dia melhor

E quem sabe 

No anoitecer

Durma melhor

No aconchego 

Sem medo

Da escuridão...



Para poder comentar e avaliar este poema, deve estar registrado. Registrar aqui ou se você já está registrado, login aqui.