Claudio Reis

JÓIAS RARAS

Somos pedras preciosas
Esmeraldas, rubis, topázios, diamantes
Viemos sendo lapidados pelo tempo
Muitas emoções por nós foram vividas
Tomamos a forma ideal para sermos belos
Tranformamo-nos em jóias! Chegamos até aqui unidos, confiantes

Hoje, onde vamos refletimos nosso brilho
Nossos traços tem o feitio da alegria
Como suporte pra nos prender temos o amor
O estojo que nos guarda é a saudade de nós mesmos
Quando juntos, os lugares viram porta jóias 
Somos animados, divertidos, pura fantasia

Tesouro valioso guardando belas raridades
Jóias que vieram pelo tempo sendo admiradas
Queridas pelos seus, por muitos desejadas
Jóias que transmitem amor e muito são amadas
Anseiam serem sempre bem vistas juntas, valorizadas
Suas riquezas não tem preço! Sim, são eternas amizades.

Cláudio Reis 



Para poder comentar e avaliar este poema, deve estar registrado. Registrar aqui ou se você já está registrado, login aqui.