Viglio Schneider

Autobiografia para o Tinder

Olá, me chamo Viglio.

Porquê esse foi o nome que escolhi pra mim, o nome que me deram quando nasci é outro.

Sou formado em Generalidades pela Escola das Escolhas, atualmente fazendo mestrado em Viver pela Escola da Vida.

Trabalho a favor da natureza, no cargo de observador e imitador de seus padrões.

Sou filho da terra, neto do Sol e cria da Lua, nasci neste corpo há 31 anos antes da pandemia, sou feito de poeira estelar do mesmo universo que vivo neste momento.

Venho através desta mensagem não dizer muita coisa, porque tudo muda com o próximo momento. Então gostaria de poder só me apresentar agora, porque amanhã já não sou mais o mesmo, daí me apresento de novo.

Caso tenha interesse nessa área de estar com alguém, favor entrar em contato telepaticamente, caso não tenha essa mediunidade, pode ser por mensagem mesmo, que estou te esperando desde que nasci, pra te amar da forma que me amo e talvez receber de ti o mesmo para podermos viver propósitos da maneira que quisermos fazer juntos acontecer.

Além disso e o mais importante, tenho uma filha terrestre e silvestre também, que se chama Agatha (Ela tem apenas 7 anos e não escolheu o nome dela ainda), que também é parte de mim, se não minha melhor parte, ou seja, ela também vai te amar muito se você retribuir o Amor natural dela.

Te esperamos, não te demores, pois já estou há 03 anos aqui e você ainda não curtiu meu perfil, não sei porque.

  • Autor: Viglio Schneider (Pseudónimo (Offline Offline)
  • Publicado: 23 de Junho de 2022 18:04
  • Comentário do autor sobre o poema: Devaneios diários sobre mim.
  • Categoria: Humor
  • Visualizações:
  • Usuário favorito deste poema:
  • Kris Rô.

Comentários2

  • Lilian Fátima

    Gostei. Incentivo e bem humorado.

    • Viglio Schneider

      Grato Lilian, que bom que curtiu! Essa foi a ideia mesmo.
      Só pra confirmar, não é você né? ?

    • Kris Rô

      Que Hilário. Amei!

      • Viglio Schneider


        Que bom Kris! Ótimo despertar o humor dentro de nós. 😀



      Para poder comentar e avaliar este poema, deve estar registrado. Registrar aqui ou se você já está registrado, login aqui.