Claudio Reis

BELOS AMIGOS

BELOS AMIGOS

Como são belas as borboletas flutuando no ar
Bem leves e coloridas, livres, vão onde querem 
Por onde passam levam alegria, vivem a brincar 
Como são belas as flores enfeitando os jardins
Seus perfumes exalam fragrâncias inebriantes
Acariciam quem as recebem! São rosas, dálias e jasmins
Como é belo o mar banhando a areia da praia
Suas ondas extasiam quem p'ra ele ficam a olhar
Não há nada maior que ele no mundo, é pura energia
Como é belo velhos amigos se reencontrarem 
Sensações maravilhosas! Saudade, alegria e emoção 
Outra vez juntos p'ra serem felizes! P'ra sempre se amarem.

Cláudio Reis 



Para poder comentar e avaliar este poema, deve estar registrado. Registrar aqui ou se você já está registrado, login aqui.