Kris Rô

Dias de tempestades, dias de guerra.

Em dias como hoje, vivemos em guerra.
Seja ela qual for, sempre tem um caos rolando dentro de cada um de nós.
Mistura entre a razão e a solução, transtornos do ser ou não ser, vida que passa e estamos de carona na indecisão.
Parecemos tripulantes em um barco de rumo ignorado, traçando um trajeto inesperado e sem fim.
As ondas do mar o balançam, pra lá e pra cá, nesse agito a mente se desgasta, e a única certeza que temos é o cansaço.
Como se não bastasse umas tempestades, surgem, o vento, o mar e cada um vivendo seu próprio momento de guerra.
Essas palavras, essa situação me faz lembrar de uma história, que li muito parecida com todo esse cenário.
Jesus acalmando a tempestade é um dos milagres, citado nos evangelhos sinóticos em Marcos 4:35-41, Lucas 8:22-25 e Mateus 8:23-27. Podemos reviver aquele momento, pelas circunstâncias e através da fé podemos também, ver aquela mesma provisão se aproximando.
Se Jesus acalmou a tempestade física, porque não acalmaria a tempestade psicológica o caos de dentro de cada um de nós. É verdade, que nesse episódio Ele estava dormindo, porém fez o milagre logo que acordou, e tenho certeza que se não fizesse, aquela tempestade se acalmar todos que estavam ali caminharia sobre as águas, assim como eLe fez com Pedro. Mateus 14:22-33, Marcos 6:45-52, João 6:16-21.
Então se estamos passando por tempestades seja ela qual for temos um conforto que nos faz ter esperança, o fato de que, Jesus está no barco.

  • Autor: Kris Rô (Pseudónimo (Offline Offline)
  • Publicado: 16 de Junho de 2022 16:19
  • Categoria: Não classificado
  • Visualizações:


Para poder comentar e avaliar este poema, deve estar registrado. Registrar aqui ou se você já está registrado, login aqui.