MEU PARTIDO É O BRASIL

Jucklin Celestino Filho

 

 

Não sou de Esquerda, nem Direita,

Nem de Centro.

O meu partido é o Brasil.

Não me cubro

Com a bandeira brasileira,

Me exibindo enrolado nela,

Nem me trajo de camisa

Verde e amarela ,

Alardeando patriotismo.

Mas no fundo,tudo mentira,

De quem finge ser

Cidadão do bem e aprova

E é sujeito ativo

De tudo que é mazela!

Meu rosto ficaria rubro

De vergonha se eu procedesse

Com tamanha desfaçatez!

 

Meu partido é o Brasil,

Uma País para todos os brasileiros:sem

Preconceitos,sem discriminação,sem a

Situação calamitosa da economia

A patinar, sem divisão

Sócio-econômica que fomenta as lutas

De clases que impunham

O desemprego, o arrocho salarial,

A carestia dos produtos

Básicos, os alimentos

Com os preços cada vez mais

A aumentar,

Com o agravante dos salários

Dos trabalhadores e servidores

Públicos congelados ,

A carência de segurança,

Saúde, educação , moradia,

Dignidade ao pobre,

Que seja tratado ccmo cidadão!

 

0 Brasil que almejo , é um País

Que risque do seu calendário,

O mapa da fome, que não cresça

Qual rabo de cavalo, que a população

Não padeça , não pareça

Em agonia

Ante uma pandemia

Que está pouco a pouco

Sendo debelada,

Mas que ainda preocupa,

E requer cuidados,

Que a todos prostrou :

A muitos infectou

E quase 700 mil pessoas já matou,

E nos inquieta

Sem sabermos qual a nova

Vitima a tombar ante o abismo

Que se abriu , e ainda está latente

Frente ao futuro

Incerto que nos aguarda,

Em razão

De não ter havido

Ação inteligente, 

Proativa , eficiente,

Incisiva e eficaz !...

 

Não sou daqueles

Que deblateram

Bobagens ideológicas

E vivem a espalhar:

"Minha bandeira

Jamais será vermelha".

Minha bandeira não traz

A incoerência

Do divisionismo,

Pois representa

Todas as cores

Deste imenso País.

Engloba sem distinção ,

Toda raça, todo credo,

Toda crença e toda etnia.

Uma mistura de encanto,

Fetiche e magia!

 

Meu partido, será sempre o Brasil:

Do branco, do mulato ,

Do negro, do índio, do nortista,

Do nordestino, do sulista,

De todos todos os povos

Das belas e paradisíacas regiões

Deste Patrio Chão,

Dos que escolheram

Esta abençoada Nação

Como Pátria sua, e dos filhos

Que aqui nasceram,

E cresceram

E aqui prosperaram

E fizeram o Brasil

Prosperar também!

 

Minha bandeira, tem a cor do amor,

Da devoção: a cor vermelha ,

O rubro que faz pulsar

E alentar a vida de cada brasileiro

De forma uníssona.

Minha bandeira traz inserida

As cores de todas regiões

Que formam o todo: Brasil !

 

 
 
  • Autor: Poeta (Pseudónimo (Offline Offline)
  • Publicado: 26 de maio de 2022 19:45
  • Categoria: Sociopolítico
  • Visualizações: 14

Comentários2

  • Maria dorta

    O Poeta já deu mostra e não engana pois é verdadeiro e humano: é um brasileiro de cepa! Fico me perguntando como dormem esses desumanos que desviam dinheiro dos nossos impostos suados para distribuidor com sua gang e cooptar seus políticos da base. Como esbanjam em suas comilanças e seus passeios cercado de uma corja servil e não tem nenhum remorso da fome que em nossa pátria mata o preto,o mulato,os índios sem mata, todos vivendo em favelas infectado,sem água,sem esgotamento sanitário,com escolas precárias mantendo a infância e a juventude analfabeta,para não saber racionar e votar errado,vendendo seu voto e recebendo esmola?! Quando esse país vai tanger de uma vez essa corja? A nós de fazer nossa parte. Poesia ajuda mas ação tem que haver e vamos nos comprometer pra valer! Parabéns pelos versos!

  • Jessé Ojuara

    Muito bom. Feito por um cidadão de bem.



Para poder comentar e avaliar este poema, deve estar registrado. Registrar aqui ou se você já está registrado, login aqui.