Ana Vilarejo

Escureceu

Escureceu

Ouvir o canto
Da coruja

Camuflada

No meu
Quarto

Cortinas
Fechadas

Sem
Sombras

As luzes apagadas

No cansaço
O silêncio

E vou voar
Sem destino

Nos meus
Sonhos

Outra vez...

_ Ana Vilarejo

  • Autor: Ana Vilarejo (Pseudónimo (Offline Offline)
  • Publicado: 24 de Março de 2022 23:13
  • Categoria: Fábula
  • Visualizações:

Comentários2

  • Shmuel

    Em poucas palavras vai encantado e poetizando a vida.
    Boa tarde a poeta!

  • LEIDE FREITAS

    Simples e bonito.
    Boa noite, Ana Vilarejo.



Para poder comentar e avaliar este poema, deve estar registrado. Registrar aqui ou se você já está registrado, login aqui.