Paz sem amor

Lara Machado

O romance terminou tristemente

O homem se libertou do que nunca o prendeu

Ficou livre para tropeçar em todas as pedras do caminho

Acumulou dores em seu universo interior

Um dia aprendeu à relaxar em cima de pregos como um faquir

Viveu a incompletude da paz sem amor até o fim

  • Autor: Lara Machado (Offline Offline)
  • Publicado: 11 de março de 2022 13:45
  • Comentário do autor sobre o poema: Quantas vezes podemos achar que o amor é uma prisão feita de corações e não percebemos que os limites que o amor exige são para nosso próprio bem?
  • Categoria: Reflexão
  • Visualizações: 9

Comentários1

  • Hébron

    Breve, bonito! Bastante reflexivo.
    Abraço



Para poder comentar e avaliar este poema, deve estar registrado. Registrar aqui ou se você já está registrado, login aqui.