Esther lins

Ventos

Saudades de tempos que nunca voltarão

Tempos que foram levados por ventos frios

E por aves que habitam no horizonte.

Quando a calada da noite chega,

Traz novamente os ventos frios

Esses, cobertos pela tristeza

E não pelo tempo que a mim serviu.

 

Vitória 

Comentários1

  • LEIDE FREITAS

    Poema gostoso de ler, curto mas com uma boa mensagem.

    Boa tarde!



Para poder comentar e avaliar este poema, deve estar registrado. Registrar aqui ou se você já está registrado, login aqui.