Conrado Kunimund Wutke

O Choro do Amor

Às vezes dentro do chôro... 
Há uma voz gritando... 
Um silêncio levando restos de 
saudades... 
Num relógio sem ponteiros... 
Um vento forte de cânticos 
e gemidos... 
Entre corações desiguais...

Comentários1

  • Junior

    "Um silêncio levando restos de
    saudades... "

    Quanta inspiração coube nestes versos, obrigado pela partilha estimado poeta.



Para poder comentar e avaliar este poema, deve estar registrado. Registrar aqui ou se você já está registrado, login aqui.