Schopenhauer

Anseio

Se a vida fosse como se deseja...
 Ah! Estaria eu agora sobre o colo da minha linda amada
E repousaria, 
Quieto
Recebendo carícias
 De suas mãos leves e delicadas
 A sentir seu frescor matinal
Ouvindo sua voz ao pé do ouvido
Envolvendo-me como um manto sagrado...
E que cada palavra pronunciada por nós fosse de ternura um para com o outro
E não existiriam neste momento poemas mais belos,
nem canções mais lindas
Que ouvi-la cantarolar, suavemente...
E a isso eu chamaria amor!

(Minha autoria)

Comentários1

  • Shmuel

    Ah, se pudesse também estaria nos braços da mulher amada. Bonita poesia, poeta, Schopenhauer. Seja bem-vindo no MLP
    Abraços,

    • Schopenhauer

      Obrigado por apreciar, Shmuel! Quiçá em nossos sonhos encontremos nossa amada...



    Para poder comentar e avaliar este poema, deve estar registrado. Registrar aqui ou se você já está registrado, login aqui.