Filipe Miguel Baptista Pires

Que pai é este...

Que pai é este maravilhoso

Que transforma a sua vida

Num projeto auspicioso

Ao qual todos convida.

 

Que pai trabalha com o coração

Procurando sempre mais e melhor

Transforma em realidade a ilusão

E sabe o próximo passo de cor.

 

Que sente cada momento 

Como se fosse o último

Retira-te sempre do sofrimento

E faz-te sentir único.

 

Que pai ilumina o caminho

Para que pareça fácil

Mas sem nunca esconder o perigo

Para não te deixar frágil.

 

Que pai te liga a toda a hora

Cheio de vontade de contar

Que o invento sofreu uma melhora

Como se estivesse a cantar.

 

Que pai é este que cuida da tua mãe

Sem nunca se queixar de nada

Sem nunca se queixar de ninguém

Apenas dá tudo à mulher amada.

 

O pai de que falo é meu,

Meu e de mais ninguém,

Por mim montanhas moveu

E nunca ficou aquém.

 

Filipe Pires

Comentários2

  • Dehya

    Lindo! Só a palavra pai já é especial. E que paizão da tua poesia!
    Parabéns!

  • Shmuel

    Lindo mesmo! O pai deve estar radiante de felicidade ao ler esta poesia., caro poeta!

    Abraços!



Para poder comentar e avaliar este poema, deve estar registrado. Registrar aqui ou se você já está registrado, login aqui.