Cecilia Merces Vaz Leandro

Engodo

Um momento em luz
um estouro,
uma solução.

De quanta claridade
se precisa?
De quanto tempo?
Por quanto tempo . . . 

Escuridão densa,
furor de sombras,
meias verdades,
mentiras inteiras...

Que grande ilusão!
Que engodo tudo isso!

Pretendia um segundo de luz.
Mas percebi 
Que é preciso
uma longa hora
para a verdade 
se propagar...

05/11/2021

Comentários2



Para poder comentar e avaliar este poema, deve estar registrado. Registrar aqui ou se você já está registrado, login aqui.