Anny

Porto Seguro

Vejo o amanhecer com ternura
A mesma que te dediquei quando te conheci
Como a docilidade de uma criança,
Prontamente, quis em teus braços ser feliz!

 

Vi em teus olhos a plenitude do amor,
No amanhecer vi o despertar de uma paixão!
Fervilhando em meu peito,
Quis gritar para o mundo essa grande emoção!

 

A mesma emoção, quando vagando na madrugada te encontrei só,
Reclamando do mundo e da falta de amor,
Quis naquele momento, ser para você esse porto seguro,
Onde pudesse ancorar seu corpo cansado de pedir abrigo!

 

Agora, que já aqui estás comigo,
Vejo que meu abrigo, não é a tua morada,
Talvez, deseje ancorar em outro porto!

 

Segue, pois, tua vida,
Navega neste mar turbulento,
Quem sabe vai encontrar, 
Em outra parte, o que não pude te ofertar no momento! 

 

Segue em tua busca,
Deixa quem te ama, sossegar!
Talvez, assim, também possa,
Outro corpo encontrar!!

Anny, 13/10/2021

Comentários5

  • Rosa Desirré

    Devemos deixar ir quem não nos quer.
    E libertar a nós mesmos.
    Gostei de ler-te.
    Abraços.

  • Anny

    É verdade, poetisa! Às vezes devemos deixar quem amamos partir. Assim, também nos libertamos e podemos ser feliz. Bom dia pra você!

  • Geovanna Garcia🌹

    Lindo poema ! As vezes, mesmo por amor, dar errado pode ser a coisa mais certa que pode acontecer..

    • Anny

      Com certeza! Às vezes é livramento. Grata pela leitura!

    • Cecil

      É preciso ter fé e seguir em frente! Ânimo e parabéns pelos versos!

      • Anny

        Isso mesmo! O dia de amanhã sempre reserva infinitas possibilidades! Obrigada pela leitura!

      • Digitais da Alma

        Boa tarde Anny.

        Lembrei da frase "Não te demores onde não puderes amar"

        Teu poema além de muito sábio, tem um ritmo que deixa a leitura deliciosa.
        Um prazer esse acesso, gratidão!
        Parabéns!

        Um abraço



      Para poder comentar e avaliar este poema, deve estar registrado. Registrar aqui ou se você já está registrado, login aqui.