santidarko

Nada mais para segurar-se... a não ser em mim mesmo!

 


"Colar chicletes",
"nas passagens da minha existência";
agarrar-me... com força,"no cordão umbilical" do qual estico ao máximo de sua competência----para estar em  lugares ,dos quais eu me sinto como o único estrangeiro!


Nada mais para segurar-se...a não ser  em mim mesmo ,

meu mental-timoneiro.


O som de alguns dos meus silêncios e das minhas inquietas solidões,
têm peso de tijolos, em minhas costas;

...  incompreendidas respostas.

 



Para poder comentar e avaliar este poema, deve estar registrado. Registrar aqui ou se você já está registrado, login aqui.