IsaSanvi

Chuva do coração

Quando a chuva cai lá fora, é como se o mundo inteiro estivesse triste. É igual ao meu coração partido em milhões de pedaços e meu amor bobo que não desiste.

Peço para Deus acalmar a tempestade, pois vários rejeitados moram na rua. E eu não posso fazer algo, nem dizer a verdade nua e crua.

Então, aqueça meu coração nesse dia frio e cinzento. Não deixe o mundo inundar ainda mais nas minhas lágrimas de sofrimento.

Peço que algum anjo me resgate para aliviar essa dor. Que pelo menos finja que está tudo bem, pra eu não me perder em meio a esse horror.

Pra que eu veja tudo de longe e pra que as dores fiquem no passado. Apenas pra eu saber se é bom estar do outro lado. 

Comentários1

  • Poeta Malume do Brasil

    Lindo poema poetisa Isa, um poema cheio de amor e de sentimento, um amor solidário, que se preocupa com os que sofrem, com os que são rejeitados e vivem a perecer pelo desprezo do próximo. Parabéns, este é um verdadeiro amor, pois o amor puro, não é egoísta, antes, é solidário, participativo, compartilhador. Belo poema, meus parabéns, não pare de escrever, você tem uma linda veia poética. Muito obrigado por compartilhar seu lirismo, sua arte nas letras. Do amigo das letras, poeta Malume do Brasil.

    • IsaSanvi

      Obrigadaaa!



    Para poder comentar e avaliar este poema, deve estar registrado. Registrar aqui ou se você já está registrado, login aqui.