Paulo Roberto Varuzza

Eu a vi no jardim


Aviso de ausência de Paulo Roberto Varuzza
NO

Andando à toa num jardim de flores,

Eu a vi, pois ela estava próxima de mim

E ela era uma rosa branca de pétalas cacheadas

E ela me disse para não a amar,

Mas meu coração era surdo

E a amou

E sofreu

Mas não chorou com o adeus dela,

Já que suas raízes, abraçando-o,

Fecharam os seus olhos

Para que eles não a admirassem

Nem chorassem,

Mas ele, voando como um beija-flor,

Quis beijá-la

E ela, cobrindo-se com suas pétalas,

Fechou-se em botão,

Afugentando o meu coração beija-flor,

Que não pode beijar aquela flor,

Nisso, o amor por aquela flor que havia nascido nele,

Fugiu das raízes dela,

Que tinham enredado todo o meu coração

E não voltou,

Nem para dizer adeus

Ao adeus dela.

Comentários1

  • Shmuel

    Um poeta envolvido pela inspiração.
    Abraços!



Para poder comentar e avaliar este poema, deve estar registrado. Registrar aqui ou se você já está registrado, login aqui.