Daiana Ferreira

Deserto

Os pássaros já não cantam mais.

As flores não tem mais o mesmo brilho.

O sol já não me aquece mais como antes.

Me sinto frio a cada dia, perco a esperança de que um dia voltarei a ser feliz novamente.

Me pergunto como é viver livre desta agustia que me assombra assim.

O meu coração não sente mais nenhum conforto, somente o vazio.

Sei que um dia terei que me livrar deste aperto, terei que ser forte.

Crescer e me fortalecer para me reerguer, a cada passo no meu novo caminho.

Só assim a felicidade virá, e minha reconstrução irá nascer

 

D.F

Comentários1

  • Shmuel

    Boa poesia! Continue firme neste ofício de versejar.
    ..."Só assim a felicidade virá, e minha reconstrução irá nascer"...

    Abraços!

    • Daiana Ferreira

      Obrigada, fico muito feliz pelo seu comentário.
      Abraços!



    Para poder comentar e avaliar este poema, deve estar registrado. Registrar aqui ou se você já está registrado, login aqui.