Ana Vilarejo

Tanto desencontro

Tanto desencontro

Sou o que
O coração fala

Rasguei o verbo
No samba

Conjuguei
O sentimento

Fiz ele descer
Do palco

Vendo a culta
Plateia

Não sabia
O que aplaudia

Em chama
No drama

Na trama
Sem prumo

Rasa demais
Essa prosa

Tanto
Desencontro

E se encontrou
Aqui

No melhor lugar
Do mundo.


- Ana Vilarejo

Comentários3

  • Hébron

    Lindo poema!
    E o estilo sempre elegante.
    Abraço, poetisa

    • Ana Vilarejo

      Olá, Hébron boa noite
      Obrigada por seu carinho.
      Abraço!

    • Elfrans Silva

      Há sempre sentimentos em meio à encenações. Pode apostar.
      Beleza de versos, Ana
      Bom sábado

      • Ana Vilarejo

        Olá, boa noite
        - Sim, sempre há sentimentos
        Poesias sempre dizem o que está no coração.
        Ótimo sábado poeta
        Obrigada, abraço!

      • Ze Americo Azul

        Firme vigorosa no ritmo que imprime o sentimento indo num fôlego único no coração

        Tens a inspiração da vida em palavras

        Gratidão

        • Ana Vilarejo

          Olá, poeta boa noite
          Que assim seja sempre
          palavras vivas nas poesias
          muitas inspirações.

          Obrigada, abraço!



        Para poder comentar e avaliar este poema, deve estar registrado. Registrar aqui ou se você já está registrado, login aqui.