Harpyja

Redenção (poesia pura)

Se eu colocar o meu coração

na direção certa que me leva além

dos desertos dessa doença,

além das minhas crenças,

da minha visão;

 

Se eu colocar minha mente em foco

sufoco meus medos, com os dedos te toco

e não me perco em versos

tão doces perversos

do meu universo.

 

Confesso que vejo o brilho de todas

as estrelas do céu no seu olho.

Estamos velhos de fato.

Conselhos e abraços com os olhos vermelhos

até ficarmos grisalhos.

 

Sei que talento sem disposição

é falha na missão.

Sem base, sem construção.

Apesar da dor imensa refaço cada sentença...

Redenção!

 

Abro mão do meu silêncio. Tão confortável...

Ser perfeito sem se arriscar é fácil. Notável?

Vozes na minha cabeça cantam sem parar. Incrível!

Quando as vozes param é pra me ouvir rimar, instável.

Toda vez que eu faço é meio que infalível,

Como se a loucura fosse combustível,

Como se a vida fosse um mal tratável

e a poesia pura a cura inconcebível.

Comentários3

  • Hébron

    Poesia linda, versos do âmago da alma!
    Tocante, menina poetisa!
    Abraço

    • Harpyja

      Obrigada amigo, abraços...

    • Shmuel

      Poesia forte, versos robusto, essa é a poesia que encanta.
      Abraços a grande poeta, Harpyja.

      • Harpyja

        Obrigada amigo, fico feliz com seu comentário. Abraços.

      • CORASSIS

        Poesia notável,
        com propriedade
        parabéns poetisa
        Abraço

        • Harpyja

          Obrigada, cada comentário me inspira ainda mais. Abraços.



        Para poder comentar e avaliar este poema, deve estar registrado. Registrar aqui ou se você já está registrado, login aqui.