Marçal de Oliveira Huoya

Flagelo

Por que 
Se imola em flagelos 
E pra que chora
Lágrimas ardidas
Com estes olhos
Tão belos
Com a alma anoitecida?
Por que se perde
Em pesadelos inúteis 
Assustada por fantasmas 
Tão fúteis 
Almas esquecidas 
Ilusão de ótica 
Sua distração 
Ou erótica perversão?
Por que, Por que,
Seu amor quer sofrer?
Não vê que se corta
Com essa faca cega
Você não enxerga
Que essa carne está morta
Não sangra 
Já está apodrecida 
Coração que bate sem vida
Nudez de tanga 
Personagem toda vestida
Acaso tem prazer 
De arrancar o carnegão 
Para sangrar a ferida
E ferir o coração?
Pra que? Pra que?
Seu amor 
Precisa disso pra viver?

Comentários1

  • Maria dorta

    Verdade nua e crua...pra que se imolar...temos a vida inteira para amar. Bravo!



Para poder comentar e avaliar este poema, deve estar registrado. Registrar aqui ou se você já está registrado, login aqui.