santidarko

Céu de calafrios

Lembranças,que caem na xícara de café,ao se adoçar um momento de descanso e pretendida paz.
Suspiros de vergonhas e ódios,ao se comparar,Presente e Passado e,Passado e um proposto Futuro.
Balanços com a cabeça,em uma negação com a consternação e,com sorridentes momentos-- entremeios.

A inteligência emocional,saltara consideravelmente--em atuais vivências minhas.
"As mentais confusões",das quais eu"pregara"em paredes,com indolores e cadenciados bateres de mãos fechadas,
ainda estão lá...,na parede de meu quarto.Como marcas de quadros retirados.

Mas...,vou voltar ,a um pensamento que não tem se "cristalizado"como alguns outros.


"Inteligência emocional".


De nada adianta,eu saber segredos do Universo,conhecimentos sobre povos vindos de outros confins da Galáxia,se eu não souber,manipular os meus próprios sentimentos.
Sentimentos,que corroem a Alma,causam traumas quase que irreparáveis, devido á minha baixa autoestima(...)
Sangue superaquecido...,que faz o cérebro e seus mandos,delinearem razões descabidas e irracionais.

Mas,o mais engraçado disso tudo,tivera tais divagações,mexendo uma pequena colher;...em uma pequena xícara de café.
Momentos importantes,talvez,venham,em momentos irrisórios--tidos em humanos afazeres e intenções de conquistas.
 

Comentários2

  • Ema Machado

    Momentos preciosos, em lembranças imersas na busca pelo conhecimento de si. Profundo e reflexivo... Sua expressividade é intensamente bela. Abraço,

  • lucita

    Gosto imensamente de temas como inteligência emocional...
    Parabéns...

    • santidarko

      Olá Lucita.Também tenho pensado muito nisso!



    Para poder comentar e avaliar este poema, deve estar registrado. Registrar aqui ou se você já está registrado, login aqui.