Net 7 Mares

FÁBULA BRASILIANA

 

FÁBULA BRASILIANA

  Net 7 Mares

A raposa, em solene juramento,

Adotou o modelo gramsciano:

Pra evitar cometer um novo engano,

Esconjurou armas e enfrentamentos.

 

A raposa nutria um velho plano

De, com a ajuda de velhas ratazanas,

Compradas por um tal Dirceu sacana,

Fazer, do Brasil, um “éden” cubano.

 

Mas um lobo, vestido de cordeiro,

Que mandava há mais tempo no terreiro,

Posando de rei, embora plebeu,

 

Disse à fera: "Cheguei aqui primeiro...

Posso dar-lhe a guarda do galinheiro,

Mas quem manda nas galinhas sou eu".

 

@@@@@@@



Para poder comentar e avaliar este poema, deve estar registrado. Registrar aqui ou se você já está registrado, login aqui.