Jacson Tigre

O boteco


Aviso de ausência de Jacson Tigre
NO

 

Se o boteco falasse

Confessava tudo sobre mim

Dizia loucuras, mentiras, verdades.  

 

Se o boteco falasse

Não teria histórias omissas

A vida seria um livro aberto.  

 

Se o boteco falasse

Dissertava minha solidão

Meus sentimentos ocultos.

 

Se o boteco falasse

Revelava as noites em claro

 A falta de razão na vida.  

 

 

 Se o boteco falasse

Saberia dos grandes amores

A vida cheia de complicações.

   

Se o boteco falasse

Traria à tona minhas alegrias

As tristezas e sonhos antigos.

 

 

Se o boteco falasse

Testemunharia meu grande amor

Que frequenta seu balcão todas as noites!

 

  Autor: Jacson Tigre

Comentários1

  • Zaira Belintani

    Ainda bem que o boteco não fala. Ele teria muitos copos de história pra contar!
    Parabéns, poeta!



Para poder comentar e avaliar este poema, deve estar registrado. Registrar aqui ou se você já está registrado, login aqui.