santidarko

Eclodido sonho



Sonhos que eclodem áureas joviais em estalagmites de cristais,
fulva consciência em delírios cerimoniais.
Córrego do sonho,
que escorre o medonho.


Ânsias que trajam nevoentas cantigas,
castidades em dores carnívoras.
Obscenidades de Astros em descobertas,a se vigiar;
Verdades Cósmicas escusas,a se fomentar.


Ao abater injúrias de Pesadelos em abismos,
cresce em arenosos campos,
desrazão em sofismos.


Fazenda onírica de semeio,
Tu és meu oculto anseio,
de uma Mente em um perdido entremeio.


Engajo venenoso,
sulfuroso.
Sorridente,
pecaminoso.

Desabrochado pesadelo amparado;
Meu desejo elucidado.

Comentários2

  • Maria dorta

    Interessantemente gotico!

    • santidarko

      Olá Maria!OBRIGADO.E eu, queria saber falar Francês também!:) Você tem \"uma cara\",que morou na França nos anos 70/80

      • Maria dorta

        Nunca morei na França, mas falo francês desde adolescente...depois de adulta vou sempre lá e depois que me profissionalizeii,ensinei francês na Universidade. Aposentada,passo pelo menos,um mês por lá. É assim mantenho meu francês. Nos anos 7o eu era ainda muito jovem,estava estudando no colégio ahahah!

      • Victor Severo

        Que beleza. Se me permite, e me perdoe se não tem nada a ver, senti um gostinho de Lovecraft.

        • santidarko

          Olá Victor.Pois é...não era minha intenção..mas, esse escritor ,como:Poe,está entre meus favoritos.
          AGRADEÇO sua visita.



        Para poder comentar e avaliar este poema, deve estar registrado. Registrar aqui ou se você já está registrado, login aqui.