Karen Pires Bicudo

Ela é como uma poeta


Aviso de ausência de Karen Pires Bicudo
NO

 

Ela como uma poeta
Ao Mesmo tempo em que se vê
Com um sorriso no rosto
Ve também lagrimas.

Que foram derramdas em todas as noites
Por um passado de coisas ruins
Chora pela álcool derramado
E pela fumaça que saia de sua boca
Com cicatrizes em seu ombro
E atitudades graves cometidas.

Ela não pensava como uma adulta
Pensanva apenas no agora
Uma adoslencente sem medo das consequencias
Vivendo no mundo da lua com seu
Tanto fez, tanto faz.

A vida foi cruel e fria com ela
Perfurou sua alma e seu coração
Restava as piores dores desse mundo
Com palavras que rasgavam sua alma.

Comentários1



Para poder comentar e avaliar este poema, deve estar registrado. Registrar aqui ou se você já está registrado, login aqui.