Life

Palavras


Porque espero tanto de alguém, que ainda não me conhece, se aqueles que estão ao meu redor , não suportam ouvir minha voz.
Quando vou aprender a me calar , mesmo escrevendo , ainda não consigo ficar muda.
As minhas palavras soam, através dos pensamentos, sentimentos , escritas e palavras ditas.
Sei que todas não são necessárias, mas ainda grito por dentro e peço socorro, porque acredito , que tenho muito a dizer.
Minhas palavras sao sinceras , os sentimentos puros, mas a mente busca a mais bela ilusão de uma vida.


E o sufocamento é alocado a uma extremidade almática, a qual grita por anseios lúdicos
De um certo ser, que poderá reparar esta inconstância imergida a um reflexo de aspectos ruinosos ao léu
Mas enquanto isto não ocorre fico por aqui, prevendo a sensação do fim num conflito com a esperança de que um dia poderá residir em mim: acalmando-me.



Para poder comentar e avaliar este poema, deve estar registrado. Registrar aqui ou se você já está registrado, login aqui.