santidarko

O Asilo Das Formigas


Os invernos
não mais corroboram
As antigas andanças ao desconhecido
não mais afloram
As conhecidas trilhas
não mais desposam  


As antenas
não mais Majoram
As costas
não mais suportam
As fortes mandíbulas
não mais vigoram


As lembranças de batalhas vencidas
não mais coloram
As organizações de tarefas
não mais incomodam
As decisões
não mais imploram


As chuvas
não mais
pioram


As ingratidões
pejoram


As lembranças
ainda choram...



Para poder comentar e avaliar este poema, deve estar registrado. Registrar aqui ou se você já está registrado, login aqui.