santidarko

Júpiter Sonora



Umbrosa vertigem
que reprime meus pensamentos.

Se eu pudesse
ao menos
tocar a pele da Lua.

Sentir sua sombrosa silhueta.


Agitar seu voejo
que reina incólume
ás nossas inquietações e anseios.

Quisera
em simples aceitação
voar sob sua Luz serena

Em um céu de doçura noturna.

A infelicidade
vem da consternada consciência.

Impotência
perante ás imaginações de emancipações
sobre talentos dos quais nunca ostentaremos  

A  espero
sobre os trilhos do anoitecer
ao som dos encantos estelares.


Estou firme
na estação de sonhos
ao seu aguardo.


Júpiter

haverá de se manifestar em nosso momento.
Então...
você acreditará em mim,
...Em nós.

Comentários3

  • Hébron

    Aprecio muito o estilo da sua escrita.
    Poesia muito interessante e bonita.
    Retribuo sua visita!
    Abraço!

  • Carlos Hades

    excelente meu caro!
    Talvez eu encontre algo em uma das luas de júpter! Onde o ar permite respirar determinados sentimentos!

    • santidarko

      CARAMBA! Você saca tudo de primeira!!Saibas, que tens meu enorme apreço!

    • Nogueira_greg

      Achei massa! Parabéns, sempre há um recanto nos mares de metano de Titã

      • santidarko

        OPA! O agradeço e ,vejo que há outro conhecedor!Fico feliz... com pessoas como vocês!



      Para poder comentar e avaliar este poema, deve estar registrado. Registrar aqui ou se você já está registrado, login aqui.