santidarko

Rabiscando Almejos Noturnos sob o Sol


"Desde os longínquos tempos imaginados,...outrora,cientificamente atestados;são os dias atuais, os que mais possuem seres vivos andando sobre o nosso planeta.
E mesmo assim...,ainda não encontrei um amor para mim."

 

 

'Meu espírito tempestivo,está matando minha carne.
E a minha gema neural,padece em um entremeio desordeiro.'

 

 

'A integral neutralidade,vinde,de uma Alma deposta.Á deriva.'

 

 

'O pior da Eterna "Danação",deve ser..,tolerar egocêntricos, que ainda carregam consigo,a certeza de Si próprios'

 

 

 

'Dentro de seu "pálido quarto",se alimentara,com o que guardara em suas paredes.
Pensamentos e aprendizados emoldurados ,postos á mostra, para o seu não esquecimento.'

 


'Escalar silenciosamente sobre as mentiras impostas em nosso caminho,nos fará,ter alguns dias a mais de paz pela consciência alheia.'

 

 

Frases:Santidarko

 -------------------------------------------------------------------------------------------------------------------

 

 


O trejeitado piscar dos olhos,o sorriso sustentado pelos dedos indicadores das mãos,...a respiração descompassada;aprenderam a aceitar-que eu não fora concebido para os dias"Solares".
"Dias azuis",dos quais,fecho meus globos oculares,intercalados com um par de óculos;em razão de um entreaberto desdenhado.
Momices.

Ás vezes,os risos e pensamentos,são falhos:ao se contabilizar á espera da noite.

"A loucura",se acalenta melhor com a "escuridão"
Com seu ninar e compreensão;acompanhados da Lua,da chuva ou de um Céu cinzento
Da vigência,agora quase que esquecida,de olhos alheios.
"Questionadores de comportamentos."
"Sentinelas da normalidade gesticular" e, comportamental do indivíduo.

 

Me ensinaste,que,o que resplandece em demaseio,há de sempre...,de não ser benigno.
Ouro de Tolo.

Também "emoldurei",que um pouco de escuridão,fará,que eu me veja de verdade.
Sem ilusões ou breviários;afirmados por alheios.

 

 

 


Á sua razão...,o meu despertar oposto.


Ao seu brilho ocular da mentira
de um alvorecer temido por mim,


um luzeiro,
esquecido dentro de meu Eu,


encontrado agora
em meu coração

Comentários1

  • Carlos Hades

    é uma linha tênue, amigo poeta!
    Luz e escuridão
    Genialidade e demência
    Humildade e arrogância!
    no fim todos nós poetas somos zumbis que vagam pela noite em busca de devorar atenção!

    • santidarko

      EXATAMENTE!
      Você acertou na mosca e no meu prato de sopa, ao mesmo tempo!
      Fico feliz com sua atenção e compreensão.

      • santidarko

        Se alguém comentou em algumas de minhas maluquices escritas e, eu não respondi,PERDOEM-ME.
        Ás vezes, eu não recebo a notificação do site.
        Não sei se acontece com vocês também!



      Para poder comentar e avaliar este poema, deve estar registrado. Registrar aqui ou se você já está registrado, login aqui.