Emanoel

Culpado


Eu te amo , desse crime sou culpado prisão perpétua seu Juíz , disse um homem velho e sábio ao fundo da sala onde ali era regido uma audiência, Hora por quê não já que se Declarou culpado , Outra pessoa respondeu , o silêncio ? rapidamente como um raio dominou toda a sala , e só se ouviu uma coisa ; TAAAAA , o martelo do juiz , nesse momento eu já não respirava mais o Medo de ser inocentado era muito Grande , e uma Voz saindo da boca daquele senhor de preto dizendo Culpado.

  • Autores: Emanoel
  • Visível: Todos os versos
  • Finalizado: 6 de Janeiro de 2024 10:30
  • Limite: 6 estrofes
  • Convidados: Amigos (usuários da sua lista de amigos podem participar)
  • Categoria: Não classificado
  • Visualizações: 4


Para poder comentar e avaliar este poema, deve estar registrado. Registrar aqui ou se você já está registrado, login aqui.