Park Robinson

Aprender a amar

Amor, o verdadeiro sentimento não depende do toque nem de beijos ou de declarações exageradas. O verdadeiro amor não depende de presença, mas de entrega – e você sabe que, mesmo a distância, nós nos entregamos inteiramente um para o outro. Eu amo você não só quando está por perto! Eu amo você em todos os momentos e desejo encontrar você logo! Saudade de você, melhor namorado do mundo. Amor, fique tranquila, não importa essa distância que há entre nós e muito menos toda essa fase nova. Quero estar com você, que é quem sempre esteve comigo e me apoiou! Você nunca me abandonou e eu não faria isso agora, há muita coisa de valor em nossa relação.Tudo que eu preciso é de um contato, é perceber que estava certo ao querer combinar sua pele na minha. A maior parte das pessoas vê no problema do amor, em primeiro lugar, o problema de ser amado, não o problema da própria capacidade de amar. Assistir a um filme juntinhos em casa pode ser mais especial do que um presente qualquer de aniversário. Aprenda a valorizar esses momentos simples de um casal. Se eu fosse inventar um dia universal do amor, seria hoje. Porque quero te amar hoje e viver o dia como se não houvesse amanhã. Isso é o que mais me importa, te amar agora. Se eu fosse inventar um dia universal do amor, seria hoje. Porque quero te amar hoje e viver o dia como se não houvesse amanhã. Isso é o que mais me importa, te amar agora. Assistir a um filme juntinhos em casa pode ser mais especial do que um presente qualquer de aniversário. Aprenda a valorizar esses momentos simples de um casal. Tudo que eu preciso é de um contato, é perceber que estava certo ao querer combinar sua pele na minha. A maior parte das pessoas vê no problema do amor, em primeiro lugar, o problema de ser amado, não o problema da própria capacidade de amar

  • Autor: Robson Kim (Pseudónimo (Offline Offline)
  • Publicado: 7 de Junho de 2023 01:03
  • Categoria: Carta
  • Visualizações: 4

Comentários1

  • Shmuel

    Muito bom...tem uma grande reserva de amor!
    Abra├žos!



Para poder comentar e avaliar este poema, deve estar registrado. Registrar aqui ou se você já está registrado, login aqui.