Lurita

Pé de Feijão

Um simples pé de feijão

Sorrateiramente cresce

Sorrateiramente desce

Um simples pé de feijão

 

Um simples pé de feijão

Cresce brotando esperanças

Desce enraizando lembranças

Um simples pé de feijão

 

Um simples pé de feijão

Esperanças de entrelaçamentos

Lembranças de um mundo obsceno

Um simples pé de feijão

 

Um simples pé de feijão

Entrelaçando me fez dormir

Obscenamente me fez sentir

Um simples pé de feijão

 

  • Autor: Lurita (Pseudónimo (Offline Offline)
  • Publicado: 24 de Janeiro de 2023 15:41
  • Comentário do autor sobre o poema: Um amor não vivido que só me fez bem.
  • Categoria: Não classificado
  • Visualizações:

Comentários1

  • Maria dorta

    Então valeu a pena: produzisse um belo poema!

    • Lurita

      Obrigada Maria! rs



    Para poder comentar e avaliar este poema, deve estar registrado. Registrar aqui ou se você já está registrado, login aqui.