Anna Macedo

Vestígios


Aviso de ausência de Anna Macedo
NO

Talvez seja óbvio que, deixar vestígios no tempo

Cabe a algum momento, encontrar na memória esquecida com o tempo

Amores passados vívidos 

Em tempos outroras, que a memória cansada apagou.

Vestígios de uma história linda de amor, ou uma marcante mesmo que curta, mais que deixou em algum lugar a marca que valorizou

O momento que passou

Tão rápido como o raio, mais que deixou saudades no ar.

Na alma de quem, num rápido momento pois se a amar.

Jovens imprudentes, que brincam de sentimentos vazios

Saboreando momentos e deixando pra trás sentimentos vadios,

Que mesmo sem ética,

Vai marcando espaço na memória de alguém, quando o tempo vaga ao longe na jornada de tantas vidas, memórias marcadas, vão sendo deixadas pra trás.

Vestígios de amor, vestígios de dor, talvez o último seja, esquecido na memória apagada com o tempo.

Vestígios de saudades, ou de amores vívidos, estes dois são relembrados no pouco vestígios de memórias, que o tempo deixou!

Anna Macedo 

  • Autor: Anna Macedo (Pseudónimo (Offline Offline)
  • Publicado: 24 de Janeiro de 2023 15:05
  • Categoria: Reflexão
  • Visualizações:


Para poder comentar e avaliar este poema, deve estar registrado. Registrar aqui ou se você já está registrado, login aqui.