Isabela Fenix

Possessivo

Seu amor me fez pirar
Seu amor me fez questionar
Seu amor me fez arrepiar
Seu amor me trouxe pesadelos
Pesadelos
Transe
Em transe
Seu amor é possessivo

E nem sei, porque, de tanta obsessão

E ele é tipo
Uma coceira difícil de se lidar
E eu só queria me livrar
De seu amor
Amor possessivo

Seu amor me fez pirar
Seu amor me fez arrepiar

Suspirar'

Oh, seu amor é tão doentio! 

Ele me diz que será meu próprio diabo

Mal vejo a hora

E que serei sua redenção
Não sou sua
E nem sua redenção

Mas, é que...seu amor me fez ter dependência 

Sendo sua boneca
Ele tem as cordas
Que ele manuseia
Tão bem

Oh, seu olhar. 
Olhos estreitados, dilatados e possessão escura brilhando neles.

Suas emoções estão instáveis
E eu não consigo decifra-lo

Ele é tipo um monstro
Que sequestra seus pensamentos
E que te mantém cativa
Ele é um assassino de sangue frio
Ele é tão inteligente
Aram... 
Na maneira mais corrupta

Meu espírito ele quebrou

Em sua mente se infiltrou

Cheio de contradições e sendo difícil de forçar sua mente a tentar se libertar de suas linhas normalmente rígidas de certo e errado

Mas, ele manipula tão bem
Seu rosto é lindo
Ele se encaixa perfeitamente naquele espaço intermediário
Nem bom
Nem mau

Seu rostinho me cativou

Mas, tão bom
Possessivo ao extremo
No hard
Core...nível hard

Seu amor me fez pirar
Seu amor me fez questionar
Seu amor me fez arrepiar
Seu amor me fez desejar
Desejar pecar

Pesadelos, tenho

Mais

Eu quero

Mais

Quero

Mais

Quero mais! 

Transe
Em transe
Seu amor é possessivo
Ele roubou seu juízo

Mas, é tão bom pecar. 

 

  • Autor: Fenix (Pseudónimo (Offline Offline)
  • Publicado: 23 de Novembro de 2022 20:26
  • Categoria: G√≥tico
  • Visualizações:


Para poder comentar e avaliar este poema, deve estar registrado. Registrar aqui ou se você já está registrado, login aqui.