Heidlara

SEU SEMBLANTE

MINHA QUERIDA PESSOA

O QUE HOUVE CONTIGO?
SEU SORRISO MORREU
SUAS CORES SE FORAM
 
 
PERDOE-ME POR SER ASSIM
NÃO SEI O QUE FAZER POR TI
QUERIA TE ABRAÇAR AGORA
MAS VOCÊ ESTÁ DO OUTRO LADO DA SALA
 
 
HOJE QUERIA PRESTAR ATENÇÃO
PORÉM O FOCO SE FOI
RESOLVI ESCREVER TUDO ISSO
POSSO TER AS SUAS DORES?
 
 
MINHA QUERIDA PESSOA
QUERIA VER VOCÊ FELIZ
TIRAR ESSA RAIVA CONTIDA AÍ
SÓ...SEI LÁ!
 
 
VOCÊ SAIU DA SALA DE REPENTE
NEM PERCEBI, NEM PERCEBI
SERÁ QUE DÁ PRA SORRIR?
E A CHUVA VOLTOU A CAIR
 
 
NÃO CONSEGUI FICAR QUIETA
TIVE QUE IR AO SEU ENCONTRO
LÁ FORA ESTAVA TÃO LINDO
MAS TUDO MELHOROU, QUANDO TE VI
 
 
NÃO SEI AO CERTO O QUE OCORREU
SÓ NÃO SE DEIXE LEVAR
MINHA QUERIDA PESSOA
NÃO PARE DE REMAR, DE REMAR
 
 
ESTAREI LÁ NO PORTO
APENAS ESPERANDO VOCÊ CHEGAR
ENTÃO, REME ATÉ O FINAL
E NÃO DEIXE NADA TE ABALAR.
 
 
ASS.: HEIDLARA MEIRELES
22:14
21/09/2022
LOCAL.: IFTM

                                                                                                          

Comentários1

  • Shmuel

    Vai lá e abraça ele! Está na sala ao lado!
    Abraços a sensível poeta Heidlara!



Para poder comentar e avaliar este poema, deve estar registrado. Registrar aqui ou se você já está registrado, login aqui.