Max_Iara

Infância de medo


Seu medo aquele banheiro
De todos os medos por que aquele?
De seus choros
De sua dor
De seu trauma
Não era o banheiro
O culpado
Ele era seu trauma
Ele à fez chorar em suas noites
Ele à fez pensar
Que seu medo era sua culpa
Mais de culpa
Ela não tinha
Ele era o culpado
Pelo sua dor causada
Hoje ela sorri
Hoje ela tenta esquecer
De seu medo que a fez enlouquecer
Hoje ela vê que de culpado
Era ele não ela
Hoje ela está feliz
Hoje ela quer viver
E esquecer o seu medo de enlouquecer



Para poder comentar e avaliar este poema, deve estar registrado. Registrar aqui ou se você já está registrado, login aqui.