Marçal de Oliveira Huoya

Abstrato

Longe,
Se sente mais,
É isso que a distância faz,
Aos amores sem esperança,
Lembra quando tentamos esquecer,
Aumenta o que deveria reduzir,
Faz-se sentir mais e mais,
Sonhar, acordar e dormir,
Deixando para amanhã acontecer,
Aumenta a sensibilidade,
Será que é o que chamam "saudade"
E quem consegue esconder,
Mas quem poderia ter adivinhado
E do que disso seria criado
Parece que não está aqui,
E que aqui ela vai aparecer,
Ah se alguém soubesse que seria assim,
Já no começo escreveria fim
Mas não teria poema algum para escrever...



Para poder comentar e avaliar este poema, deve estar registrado. Registrar aqui ou se você já está registrado, login aqui.